Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Campos

Notícias

Documentário premiado sobre conflito indígena abre a agenda de exibições de outubro no Sesc Campos

Premiado no Festival de Mar del Plata, “Martírio” mostra o histórico de violência sofrida pela etnia Guarani Kaiowá.


publicado em 02-10-19

imprimir

O Sesc Campos exibe nesta sexta-feira (4/10), às 19h, o documentário “Martírio”, de Vincent Carell, Ernesto de Carvalho e Tatiana Almeida. Vencedor do prêmio de Melhor Longa-Metragem Latino-Americano no Festival de Mar del Plata – entre diversos outros de nível nacional -, “Martírio” retrata a luta do povo Guarani Kaiowá, que habita as terras do centro-oeste brasileiro, contra a violência promovida pelos produtores rurais. O ingresso para a sessão é 2 quilos de alimentos não perecíveis, que serão revertidos para o programa Mesa Brasil Sesc.

Considerado pelo jornal O Estado de S. Paulo como um dos filmes definitivos sobre a questão indígena brasileira, o filme narra a trajetória de opressão sofrida pela etnia desde os jesuítas e bandeirantes até os fazendeiros e suas milícias. O documentário mostra ainda o embate entre a bancada ruralista e os indigenistas no Congresso Nacional.

A exibição de “Martírio” abre a agenda de sessões que o Sesc Campos realiza às sextas-feiras desde setembro, no mesmo horário. No dia 11/10, é a vez de “O Garoto Fantasma”, produção franco-belga dirigida por Alain Gagnol e Jean-Loup Felicioli. No dia 18/10, tem “Fátima”, drama franco-canadense de Philippe Faucon. A agenda de exibições do mês se encerra no dia 21/10, com o brasileiro “Era o Hotel Cambridger”, de Eliane Caffé. 

CONFIRA A AGENDA E AS SINOPSES

CineSesc em Campos

Sesc Campos  Av. Alberto Torres, 397 - Centro

Horário: 19h – às sexta-feiras de outubro

Entrada: 2 quilos de alimentos não perecíveis

Verifique a classificação indicativa

 

04/10: “Martírio”- Uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do centro-oeste brasileiro, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si. Direção Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho e Tatiana Almeida. Documentário. 160min. Brasil. 2017. Classificação: 12 anos.

Atividade Formativa: Bate-papo após o filme.

11/10: “O Garoto Fantasma” - Leo é um menino de 11 anos que não está tendo uma infância fácil. Internado no hospital, ele descobre que tem o poder de levitar sem ser visto ou tocado, enquanto seu corpo físico permanece imóvel. Direção de Alain Gagnol, Jean-Loup Felicioli. 84min. França, Bélgica, 2017. Classificação: 10 anos.

Atividade Formativa: Bate-papo após o filme.

18/10: “Fátima” - Fatima cria sozinha as duas filhas: Souad, de 15 anos, adolescente rebelde; e Nesrine, de 18 anos, começando os estudos de medicina. Ela não fala bem francês, o que frustra sua comunicação com as filhas, mas ainda assim ambas são a razão para que ela siga em frente. Um dia, em seu emprego como empregada doméstica, ela cai de uma escada. Convalescendo, escreve em árabe tudo o que nunca conseguiu dizer às filhas em francês. Direção de Philippe Faucon. Drama. 79min. França/Canadá. 2017. Classificação: 10 anos. 

Atividade Formativa: Bate-papo após o filme.

 

25/10: “Era o Hotel Cambridge” - Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Além da tensão diária que a ameaça de despejo causa, os novos moradores do prédio terão que lidar com seus dramas pessoais e aprender a conviver com pessoas que, apesar de diferentes, enfrentam juntos a vida nas ruas. Direção de Eliane Caffé. Drama. 99 min. Brasil. 2017. Classificação: 12 anos.

Atividade Formativa: Bate-papo após o filme.