Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Nogueira

Notícias

Arraiá do Sesc Nogueira promete esquentar a Região Serrana neste fim de semana

A partir do dia 06 de julho, público vai poder participar de brincadeiras e jogos tradicionais para todas as idades, curtir as quadrilhas e saborear muita comida típica


publicado em 05-07-19

imprimir

Nogueira, na Região Serrana do Rio, está em clima de festa junina neste fim de semana. O Sesc Nogueira, em Petrópolis, organizou um arraiá que promete esquentar toda a região, nos dias 6 e 7 de Julho, das 13h às 22h. Chegou a hora dos moradores e turistas pularem fogueira, dançarem quadrilha e comerem canjica ao som do acordeão - uma gostosa tradição que se transformou numa das principais manifestações da cultura popular.

O Sesc Nogueira organizou shows, oficinas, quadrilha e barraquinhas com comidas e bebidas típicas e muita diversão. A entrada custará R$ 1,00 para comerciário, R$ 2,00 com  meia entrada e R$ 4,00 para usuários, além do ingresso solidário, que dá direito a entrada na festa com a doação de 1kg de alimento não perecível, destinado ao programa Mesa Brasil Sesc.

Dia 06 de julho, a programação musical promete levantar o público, a partir das 13h, com Íris Pontal Trio (Forró Pé de Serra). A banda retorna às 16h, no mesmo local, com seu tradicional forró pé de serra, tocando os clássicos, que incluem ainda ritmos como xote e baião. 

Às 18h, Os Improváveis, banda de forró local formada em abril de 2018, traz uma proposta pluralista, misturando tradição e contemporaneidade, e seu repertório inclui grandes clássicos do forró, como Luiz Gonzaga, Alceu Valença e Falamansa, passando por releituras elaboradas de grandes sucessos da MPB em ritmo de forró como Paixão (Kleiton e Kleidir) e Me pirou o cabeção (Charlie Brown Jr.), até composições autorais como Xote da Garoa e Comme Toi, xote romântico com letra em francês que já é sucesso nos festivais da Europa. A reunião dos músicos é fruto do Núcleo Sô Forrozeiro.

Às 20h30, se apresenta o grupo O Forroçacana. A banda homenageia os mestres do forró, com releituras dos grandes clássicos da música nordestina, além dos próprios sucessos, que estão principalmente nos seus dois primeiros discos: “vamo que vamo” e “forróçacana”. Reverenciado por sempre inovar em seus trabalhos, o grupo introduz no forró instrumentos como a rabeca, pandeiro, cavaquinho e zabumbatera (mistura de zabumba e bateria) para não deixar ninguém parado.

No domingo 07 de julho, também das 13h às 22h, o Sotaque do Nordeste (Forró Pé de Serra) se apresenta 13h as 14h e das 16h às 17h. Às 18h, é a vez do show de Cassiano e Trio Beija Flor, Cassiano, artista nordestino, natural da Passagem, na Paraíba, nunca deixou suas raízes, tocando o verdadeiro e tradicional Forró que encanta todo tipo de público.

Às 20h30, sobe ao palco a banda Raiz do Sana. Tudo começou em meados de 1998, no Vale do Sana, distrito de Macaé, no estado do Rio de Janeiro. Inspirada pelos ritmos nordestinos, o grupo se propôs ir muito além, fazendo uma fusão dos xotes, xaxados, maracatus e baiões com outros ritmos e elementos, como o rock, a salsa, o samba, e o soul. Foi a partir dessa autêntica mistura, que o grupo desenvolveu como marca registrada uma sonoridade própria e inconfundível, com apresentações envolventes e repertório dançante, contendo canções autorais e a fina flor da música regional brasileira, interpretadas por músicos inspiradíssimos.