Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Copacabana

Notícias

Eliane Giardini e Gustavo Gasparini estrelam “Édipo Rei”

Clássico da tragédia grega, com direção de Eduardo Wotzik, estreia dia 8/11


publicado em 06-11-12

imprimir

Ao som de tambores, a clássica história trágica da peça “Édipo Rei” é recriada nos dias de hoje em uma versão pop – no sentido de popular – trazendo a beleza de todas as sensações humanas do texto, numa linguagem acessível e atual, na qual a emoção e o belo são sinônimos de diversão e aprendizado.


Gustavo Gasparani e Eliane Giardini estrelam o espetáculo (foto: divulgação)

Com direção de um dos nomes mais ousados da cena teatral brasileira – Eduardo Wotzik - a peça, de Sófocles, estreia na próxima quinta-feira (8/11) com temporada, de quinta a domingo, até 23 de dezembro, no palco do Espaço Sesc. Wotzik também assina a tradução e adaptação do texto em parceria com Fernanda Schnoor.

O elenco do espetáculo conta com o talento dos atores Gustavo Gasparani, Eliane Giardini, César Augusto, Fabianna de Mello e Souza, Pietro Mario Bogianchini, Johnny Luz, Nina Malm e Louise Marrie, com participação especial de Amir Haddad e Rogério Fróes. São diferentes gerações e estilos de teatro trabalhando nesta produção que marca uma nova versão da tragédia de Sófocles.

Gasparani – o ator que dá vida a Édipo - comemora, esse ano, seus 30 anos de carreira e é conhecido por seu know how em arregaçar as mangas. Nos últimos seis anos, ele produziu quatro musicais brasileiros inéditos de sucesso de público e crítica, além de ter ganho vários prêmios: Otelo da Mangueira, Opereta Carioca, Oui, Oui... A França é Aqui!! A Revista do Ano e As Mimosas da Praça Tiradentes.

Édipo Rei é um dos mais importantes textos da dramaturgia ocidental e um dos pilares da nossa cultura. Édipo acredita que é filho dos reis do Corinto. Um oráculo profetizou que ele mataria o pai e se casaria com a própria mãe, por isso Édipo foge.

No caminho, encontra um homem idoso e seus cinco criados. Ele se desentende com esses homens e os mata. Depois disso, ele chega a Tebas, e lá, muitas emoções e aventuras acontecem em sua vida. Ficou curioso, né? Venha conferir o desfecho dessa história no Espaço Sesc e surpreenda-se!

O diretor
Eduardo Wotzik, um dos criadores do Grupo Tapa, vem de experiências com textos clássicos como Tróia, de 1993, baseado no ciclo troiano de Eurípides, eleito um dos cinco melhores do ano, assim como Bonitinha, mas Ordinária, de Nelson Rodrigues (1992). O Interrogatório, seu ultimo trabalho, colocou em cena, durante 24 horas – numa vigília cênica realizada nos teatros Laura Alvim e Tom Jobim – 40 atores relatando os horrores do nazismo num texto de Peter Weiss sobre o julgamento de Frankfurt.

Serviço:
“Édipo Rei”

Espaço Sesc - Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana
Temporada: De 8 de novembro a 23 de dezembro - Quinta a domingo. (dia 1/12 - excepcionalmente às 17h)
Horário: De quinta a sábado, às 21h, e domingo, às 19h30
Sessões extras: Dias 14, 21 e 28 de novembro e 5 de dezembro - Quartas-feiras, às 21h
Preço: R$ 5 (associados); R$ 10 (estudantes, idosos e menores de 21 anos) e R$ 20 (os demais).
Duração: 80 min
Classificação: 16 anos

Ficha Técnica:
Autor: Sófocles
Tradução e adaptação: Eduardo Wotzik & Fernanda Schnoor
Elenco: Gustavo Gasparani, Eliane Giardini, César Augusto, Fabianna de Mello e Souza, Pietro Mario Bogianchini, Johnny Luz, Nina Malm e Louise Marrie
Participação especial: Amir Haddad e Rogério Fróes
Direção: Eduardo Wotzik
Cenografia: Bia Junqueira
Figurinos: Marcelo Olinto
Iluminação: Maneco Quinderé
Direção musical: Lucas Macier e Fabiano Krieger
Produção: Sábios Projetos
Realização: Coisas Nossas