Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Notícias

Sesc na Flip 2019: Serão cerca de 100 atrações em quatro espaços fixos e nas ruas de Paraty

Pelo nono ano seguido o Sesc participa da Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP - com uma ampla programação. De 11 a 14 de julho, a instituição promoverá uma série de atividades, mostrando aos visitantes do evento um pouco do trabalho que desenvolve diariamente em suas unidades, por todo o país.


publicado em 08-07-19

imprimir

Serão cerca de 100 atrações com exposições, oficinas, bate-papos, cafés literários, lançamentos de livros, cinema, música e intervenções artísticas em quatro espaços fixos e nas ruas da cidade. As atividades acontecerão nas unidades Santa Rita e na Casa Edições Sesc, no Centro Histórico; na unidade Caborê e no espaço do Areal do Pontal, onde estará estacionada uma unidade do BiblioSesc, biblioteca itinerante de incentivo à leitura. Também haverá intervenções artísticas nas ruas da cidade.

A maratona de atrações começa com a abertura da exposição ‘Câmara de Ecos’, na unidade Caborê, no dia 11 de julho, às 10h. Inspirada no poema de Waly Salomão e idealizada por seu filho, Omar Salomão, a instalação em formato de ninho permitirá uma experiência sensorial.  Outro destaque do primeiro dia será o bate-papo com os rappers Rincon Sapiência, MC Marechal e Pelé do Manifesto.

Na unidade Santa Rita, localizada no centro Histórico da cidade, acontecem os Cafés Literários, espaço de encontro do público com grandes autores. Nomes representativos da literatura nacional discutem diferentes temas. Entre os confirmados estão a poetisa pernambucana Luna Vitrolira e Ricardo Aleixo, poeta, músico e artista plástico, na mesa “A palavra performada”; Tobias Carvalho, vencedor do Prêmio Sesc 2018, e Amara Moira, professora de literatura e feminista, debatem o gênero na escrita, em “Literatura tem gênero?”; Bárbara Prince, blogueira literária e youtuber, estará ao lado do escritor e roteirista de literatura policial Raphael Montes, no debate “A literatura é pop?”; Márcia Kambeba,  poeta e geógrafa brasileira, e Cristino Wapichana, músico, compositor e escritor brasileiro, discutirão as “Literaturas originárias”.

Ainda na Santa Rita será lançado o livro “Da lama ao caos: que som é esse que vem de Pernambuco?”, com a participação do autor José Teles e de Lauro Lisboa Garcia, organizador da coleção de livros digitais Discos da Música Brasileira. No mesmo local, Felipe Holloway e João Gabriel Paulsen, vencedores do Prêmio Sesc de Literatura 2019, participam de bate-papo com o público no dia 13 de julho.

O grupo Carmin é um dos destaques da programação teatral e levará à Flip o aclamado espetáculo “A invenção do Nordeste”. Entre as atrações musicais, o público poderá conferir as apresentações do cantor e compositor Chico Cesar; Cátia de França, cantora que tem a literatura como marca registrada em suas cancões; Dandara Manoela, que apresentará o álbum Retrato Falado e a Orquestra Mundana, formada por músicos brasileiros, imigrantes e refugiados.

A programação do Sesc contemplará também o público infantil. O espaço ‘Ler e brincar é só começar’ propõe um encontro de brincadeiras com a leitura, na unidade Santa Rita, durante os quatro dias da Flip. No Sesc Areal do Pontal, o bate-papo “Criança escrevendo para crianças”, contará com a presença da escritora amazonense Beatriz Guimarães Menezes, que publicou seu primeiro livro aos 8 anos. Hoje, aos 18 anos, ela compartilha sua experiência com o público. Haverá, ainda, contação de histórias, intervenções poéticas, performances circenses e apresentações artísticas.

Durante os quatro dias, a Casa Edições Sesc terá lançamentos de livros, como “Eça de Queiros: leituras brasileiras e portuguesas”, com presença do organizador da publicação, Benjamin Abdala Jr., e das autoras Marli Fantini e Elza Miné. “Memória da Amnésia: políticas do esquecimento”, com a autora Giselle Beiguelman, Solange Ferraz, diretora do Museu Paulista, e Alexander Kellner, diretor do Museu Nacional.

Programação Sesc Rio FLIP 2019

11 a 14 de julho de 2019 - 9h às 20h 

BiblioSesc -Areal do pontal s/n

Infância e juventude

Mediação e Apresentação Ana Paula Lisboa 

O BiblioSesc é uma biblioteca volante que conta com um acervo de cerca de 3000 livros disponibilizadas para o público. Por se tratar de uma biblioteca móvel, o BiblioSesc promove a leitura em diversas regiões do estado do Rio de Janeiro. Nesta ação estará com funcionamento durante todas atividades nas ações SESC/FLIP. 

Mediação e apresentação Ana Paula Lisboa 

Ana Paula Lisboa é a mais velha de quatro irmãos, filha de dois pretos. Atualmente divide a vida entre o Rio de Janeiro e Luanda, onde dirige a Aláfia e a Casa Rede, espaços de produção de arte e cultura na cidade. Escritora, publicou contos e poesias em coletâneas nacionais e internacionais e desde 2016 escreve periodicamente para a revista feminista AzMina e para o Segundo Caderno do jornal O Globo.

11/07 - Quinta-feira

10h às 10h30 -  Intervenção poética Baloeiros

Com a Cia Ih, Contei! Traz para esta intervenção dezenas de balões flutuante guardam dentro si um poemas, contos e poesias. 

11h30 às 12h30  - Leitura do livro infantil 

A menina que abraça o vento com Fernanda Paraguassu, sobre a história de uma refugiada congolesa.

13h15 às 14h15

Performance Circense com a Inepta Cia

14h30 às 16h

Bate papo e lançamento do livro infantil de José Luís Peixoto “Todos os escritores têm a cabeça cheia de piolhos”.

O escritor português José Luís Peixoto foi o mais jovem vencedor do Prêmio Literário José Saramago. Os seus livros estão traduzidos e publicados em 26 idiomas. 

16h30 às 17h30

Oficina de teatro de sombras e leitura infantil com Photon Duo - Trabalhos manuais para vídeo Mappin.

Leitura com tema marítimo, seguida de atividade de desenho e/ou teatro de sombras. Os conteúdos produzidos pelos participantes serão projetados na fachada do SESC Santa Rita, logo após a exibição da obra MAR | Histórias para embalar ondas.

18h15 às 18h45

Intervenção artística com MC Marechal

Rodrigo Vieira, mais conhecido pelo nome artístico MC Marechal é um rapper, compositor, produtor, apresentador e ativista brasileiro. Iniciou sua carreira como MC no ano de 1998, tendo participado do extinto Quinto Andar e atualmente segue carreira solo.

18h45 às 19h45

Bate papo sobre literatura periférica com MC Marechal e Otávio Junior

Otávio Júnior é um escritor, ator, contador de histórias e produtor teatral brasileiro que ficou conhecido por abrir a primeira biblioteca nas favelas do Complexo do Alemão e no Complexo da Penha, no estado do Rio de Janeiro.

Marechal criou, em 2012, o projeto Livrar, que distribui livros de autores independentes pelo Brasil em seus shows. Fazendo uso da sua representatividade no RAP para fortalecer a importância da literatura. Segundo o próprio, "LIVRAR" é a união dos termos "livro" e "levar".

12/07 - Sexta feira

10h às 10h30 - Intervenção poética Baloeiros

Com a Cia Ih, Contei! Traz para esta intervenção dezenas de balões flutuante guardam dentro si um poemas, contos e poesias. 

10h às 11h

Oficina de Campo 

Experiência de jogo, composição e performance com o artista Ieltxu Ortueta. Para crianças até 7 anos. 

11h30 às 12h30 

Leitura e bate papo - Quilobolando: histórias para a memória afro brasileira

A escritora Heloisa Pires reúne informação histórica, reflexão intelectual, estímulos ao exercício da cidadania e historinhas propriamente ditas (tiradas da mitologia africana, por exemplo). A autora conversa sobre a população negra no Brasil, com a experiência de quem já foi alvo de racismo.

12h30 às 13h15

Cortejo Circo a Céu Aberto 

Trajeto: de Santa Rita até o Areal do Pontal

13h15 às 14h15

Circo a Céu Aberto

O Circo a Céu Aberto resgata aos espaços públicos a atmosfera poética do encontro, do aplauso, do sorriso, do despertar para a imaginação, por meio da linguagem do palhaço, da comédia física e da arte de rua.

14h30 às 16h00

Leitura musicada e Bate Papo com Fábio Sombra

Fábio Sombra é um escritor, ilustrador e cordelista. Suas obras para crianças e jovens geralmente abordam temas da cultura popular brasileira como: Folias de Reis, desafios em versos e cantorias de viola. Seus livros “A lenda do violeiro invejoso” (2005) e "Vladimir e o navio voador" (2013) foram premiados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ com os selos de “Altamente recomendável para o jovem”. Fábio Sombra também é membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, onde ocupa a cadeira de número 03.

16h30 às 17h30

Oficina de teatro de sombras e leitura infantil com Photon Duo - Trabalhos manuais para vídeo Mappin.

Leitura com tema marítimo, seguida de atividade de desenho e/ou teatro de sombras. Os conteúdos produzidos pelos participantes serão projetados na fachada do SESC Santa Rita, logo após a exibição da obra MAR | Histórias para embalar ondas.

18h15 às 19h30

Oficina de histórias em quadrinhos (HQ) com João Marcos Pereira

Roteirista da Maurício de Souza da Turma da Mônica, João Marcos Pereira com alguma letras, números e traços específicos, consegue transformar o F em um cavalo, uma locomotiva e até em um tubarão. A letra E pode virar um robô, uma princesa ou uma onça. Tudo depende da criatividade do professor João Marcos Parreira Mendonça. E é esta criatividade que ele traz na sua oficina ensinando a desenhar.

13/07 - Sábado 

10h às 11h - Bate papo “Criança Escrevendo para Crianças” com a escritora infantil amazonense, Beatriz Guimarães Menezes traz a experiência de ter sua primeira publicação aos 8 anos, Coisas da Tiz, e agora, aos 18 anos, depois de ter lançado mais uma obra.

11h30 às 12h30  - Lançamento e leitura do livro infantil Ceuci, A mãe do pranto

Nascido em Boa Vista, Roraima, o músico, compositor e escritor Cristino Wapichana fala sobre a diversidade dos povos Indígenas Brasileiros.  Cristino é contador de histórias e palestrante sobre a temática indígena em escolas, universidades. 

12h30 às 13h15

Cortejo Circo a Céu Aberto 

Trajeto: de Santa Rita até o Areal do Pontal

13h15 às 14h15

Circo a Céu Aberto

O Circo a Céu Aberto resgata aos espaços públicos a atmosfera poética do encontro, do aplauso, do sorriso, do despertar para a imaginação, por meio da linguagem do palhaço, da comédia física e da arte de rua.

14h30 às 16h

Bate papo e oficina Quadrinhos de Tayó com a autora Kiusam Oliveira e a ilustradora Amora Moreira.

Bate papo com a escritora e arte-pedagoga Kiusam de Oliveira, com oficina de ilustração de Amora Moreira e leitura da história “O mundo no Black Power de Tayó”, em uma série de tirinhas infantis. 

16h30 às 17h30 - Oficina de aquarela para crianças

A oficina de aquarela com o professor e artista visual André Côrtes para crianças visa estimular a livre criação, tirando partido das características do elemento água que é a base da técnica da aquarela. Visa também estimular a socialização através de exercícios de trabalho conjunto, bem como conhecimento das cores, suas misturas e transparências.

André Côrtes é professor na PUC-RIO, onde também estudou Artes Visuais e Design. Em sua produção, André pesquisa sobre a representação da natureza, entre fauna, flora e também a figura humana. 

18h15 às 19h - Grupo Cirandeiro

A ciranda, conhecida dança de roda, é tradição em diversos cantos de nosso Brasil. Em Paraty, cidade sul fluminense, a ciranda que encanta moradores e visitantes reflete a origem cultural caiçara com traços expressivos da colonização brasileira. Remete às danças europeias de salão e às palmas e batidas indígenas.

14/07 - Domingo

10h às 11h - Leitura e Bate Papo do livro Retratos de infância na poesia brasileira 

Com uma abordagem criativa, que muito se aproxima da poesia, a autora Márcia Cristina apresenta questões acerca da imagem da infância na sociedade e também traz reflexões a respeito da escrita literária. Faz-se uso de metáforas com termos referentes à fotografia para apresentar questões a respeito da infância, do lugar da criança no universo adulto, da tensão entre o mundo adulto e o infantil, da relação entre infância e poesia. 

11h30 às 12h30 

Roda de Leitura Musical - “O Mundo da Mari de Faz de Conta”

Narração de histórias infantis apresentada pela jornalista e contadora Mariana Müller. Com irreverência, ela explora o ludismo das historinhas, usa e abusa das cores do figurino, dos fantoches e dos sons de instrumentos musicais para estimular a interação com o público infantil e explorar temas do cotidiano das crianças, sempre de forma divertida e muito didática.

13h15 às 14h15

Estrela Dalva 

Espetáculo interativo que se propõe a trazer danças e histórias brasileiras na busca de festas e festejos populares que evoquem o estado do brincante no encontro com o outro, com objetos e músicas.