Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Teatro Sesc Ginástico

Notícias

Sesc Ginástico recebe espetáculos inéditos, no Rio e no Brasil, do projeto Dança em Trânsito

Companhias À Fleur de Peau e Grupo Tápias, da França, e Quasar, de Goiás, apresentam seus novos trabalhos na unidade do Sesc no centro do Rio


publicado em 09-08-19

imprimir

O Sesc Ginástico, no Centro do Rio, recebe no mês de agosto três espetáculos do Dança em Trânsito. O Festival Internacional de Dança Contemporânea itinerante circulará, nesta 17ª edição, pelo Rio de Janeiro e mais sete cidades brasileiras, terminando em Paris, na França, com a apresentação de companhias do Brasil e outros 8 países. No Sesc, as sessões acontecem nos dias 14, 15 e 17, às 19h, com ingressos entre R$ 7,50 e R$ 30. O tíquete também pode ser retirado mediante doação de 1 quilo de alimento não perecível.   

No dia 14, quem abre a programação é a companhia francesa À Fleur de Peau apresentando um espetáculo que já circulou em diversos países, mas ainda é inédito no Brasil: “Un ange passe-passe ou entre les lignes il y a un monde”. Com concepção, coreografia, interpretação e cenografia de Michael Bugdahn (alemão) e Denise Namura (brasileira), a peça de 2002 é um verdadeiro hino ao silêncio, que une, através de uma cascata de milhares de gestos precisos e sutis, o humor à emoção e a generosidade ao domínio perfeito de um estilo inimitável.

A companhia goiana Quasar apresenta seu mais recente espetáculo “Estou sem silêncio” no dia 15. Inédito no Rio, a nova criação do coreógrafo Henrique Rodovalho traz formato e proposta diferentes de todos os trabalhos apresentados até hoje pelo grupo. Com apenas quatro bailarinas em cena, o espetáculo se propõe a adentrar no universo feminino diante de questões muito próprias. Corpo, imagem e desejos norteiam os movimentos e as coreografias desta obra de sensível e delicado tema. 

Encerrando a série de apresentações, no dia 17/8, aparece o Grupo Tápias, da França, encenando “Café não é só uma xícara (work in progress)”. O espetáculo de dança contemporânea assinado pela brasileira residente em Paris Flávia Tápias se inspira na obra fotográfica de Sebastião Salgado sobre as raízes da cultura do café. A companhia explora todas as possibilidades do corpo de resgatar os registros do fotógrafo, mostrando que café é vício, é encontro, é intervalo, é negócio, é mimo, é familiar, é cheiro, num trabalho sensorial que envolve o público, que já entra na sala e sente o odor do café. Após o espetáculo, Iara Biderman, crítica da Folha de São Paulo, conduz bate-papo com o público. 

SERVIÇO

Dança em Trânsito no Sesc Ginástico
Av. Graça Aranha, 187 - Centro, Rio de Janeiro
14, 15 e 17/8/2019
Ingressos: R$ 7,50 (habilitado Sesc), R$ 15 (meia-entrada), R$ 30.
Entrada solidária: 1 kg de alimento não perecível, que será revertido para o projeto Mesa Brasil.

14 de agosto – Quarta-feira – 19h
“Un ange passe-passe ou entre les lignes il y a un monde”
Cia À Fleur de Peau (Paris, França)
O espetáculo de dança, inédito no Rio de Janeiro, marca as comemorações dos 30 anos da companhia francesa À Fleur de Peau. Criada em 2002, a obra é um verdadeiro hino ao silêncio que une, por meio de uma cascata de milhares de gestos precisos e sutis, o humor à emoção e a generosidade ao domínio perfeito de um estilo inimitável.
Duração: 75 minutos
Classificação: Livre

15 de agosto – Quinta-feira - 19h
“Estou sem silêncio”
Quasar Cia de Dança (Goiânia/GO, Brasil)
A nova criação da Quasar Cia de Dança (Goiânia - GO) apresenta um elenco de quatro bailarinas que propõe tocar e adentrar no universo feminino. O corpo, sua imagem e, sobretudo, seus desejos conquistados ou questionados vão nortear os movimentos e as coreografias desta obra.
Duração: 55 minutos
Classificação: 10 anos

17 de agosto – Sábado – 19h
“Café não é só uma xícara” (work in progress)
Grupo Tápias (Paris, França)
Muitos encontros são permeados pela presença do café. Café é vício, é encontro, é intervalo, é negócio, é mimo, é familiar, é cheiro. Espetáculo de dança contemporânea inspirado na obra fotográfica de Sebastião Salgado
Duração: 40 minutos
Classificação: Livre