Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Notícias

Superliga Feminina: Sesc RJ encara o São Cristóvão Saúde/São Caetano (11/1)

Time comandado por Bernardinho vai em busca de mais uma vitória, às 20h, em São Caetano (SP)


publicado em 11-01-18

imprimir

O próximo desafio do Sesc RJ na Superliga Feminina 2017-18 é contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano. Os dois times se enfrentam nesta sexta-feira, 12.01, às 20h no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano (SP), pela quarta rodada do returno. Quando se enfrentaram no primeiro turno da competição, o time do técnico Bernardinho levou a melhor e venceu a equipe paulista por três sets a zero.

A ponteira Gabi, que entrou como titular pela primeira vez no jogo da última terça, 09.01, após ter se recuperado de uma cirurgia no joelho direito para corrigir uma tendinite crônica no tendão patelar, aposta em um confronto duro.

“O São Cristóvão Saúde/São Caetano tem conquistado bons resultados contra grandes equipes. Venceu turno e returno contra o Minas, por exemplo. É um time muito efetivo no saque, por isso nosso passe tem que funcionar muito bem. O Bernardo vem pedindo isso para a equipe: minimizar o número de erros, garantir a consistência e manter um padrão alto de bloqueio e defesa. Para isso, nosso saque precisa ser eficiente”, analisou a ponteira, sem esconder a felicidade de estar em quadra novamente com suas companheiras.

“Estou muito feliz de estar de volta e integrar a equipe efetivamente. Ainda estou buscando ritmo de jogo e um entrosamento maior com a equipe, mas espero que eu possa seguir evoluindo junto com o time a cada partida. Acho que o jogo contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano será uma boa oportunidade para isso. Será um jogo difícil, mas vamos em busca de mais uma vitória”.

Atual campeã da Superliga, a equipe do Sesc RJ conquistou o título por 12 vezes, vencendo as últimas cinco temporadas de forma consecutiva. Este ano a equipe do técnico Bernardinho já conquistou o Campeonato Carioca vencendo o Fluminense e a Supercopa, torneio que abriu a temporada nacional, com a vitória sobre o Camponesa/Minas.