Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Copacabana

Notícias

“Caminos invisibles... La partida” denuncia a mão de obra escrava na indústria da moda

Peça em cartaz no Espaço Sesc traz atores imigrantes que eram escravos


publicado em 13-03-13

imprimir

A trajetória de imigrantes sul-americanos, especialmente dos povos andinos, que deixam seus países em busca de melhores condições de vida em São Paulo, foi o ponto de partida para a atriz e diretora Carina Casuscelli criar o espetáculo “Caminos invisibles... La partida”, em cartaz no Espaço Sesc, em Copacabana. Três máquinas de costura industrial e uma linha de produção de estamparia ficam no palco e permeiam a biografia de uma jovem latina em São Paulo. As roupas, confeccionadas ao vivo, são vendidas durante a montagem.


Atores da montagem foram realmente escravisados pela indústria da moda (foto: Acauã Fonseca) 

Além de Carina, o elenco tem Rosa Freitas, Cléo Moraes, Camila dos Anjos, Juan Cusicanki e Giuliano Pallos, alguns dos quais ex-trabalhadores da indústria da moda, que viveram o problema da escravidão. O espetáculo apresenta uma visão contemporânea sobre os processos migratórios, mesclando música tradicional andina, canto, textos em quéchua e aymará, teatro documental e vídeos.

A peça é fruto de pesquisa realizada pela atriz e diretora Carina Casuscelli, enquanto trabalhava como estilista em grandes confecções, sobre o movimento migratório e a mão de obra escrava no mundo da moda, em São Paulo e em Milão.

“Caminos Invisibles...La Partida” estreou em 2011 na capital paulista, cumprindo temporada no Centro Cultural São Paulo, em comemoração aos dez anos da Cia. Nova de Teatro. Em 2012, o espetáculo conquistou o Premio Internazionale per il Teatro dell’Inclusione Teresa Pomodoro, que tem como objetivo revelar e promover as diversas formas do “teatro de inclusão”. O júri foi formado por profissionais como Eugenio Barba, Lev Dodin, Frédéric Flamand, Jonathan Mills, Lluis Pasqual e Luca Ronconi. O projeto também participou do Festival Latino-Americano e Africano de Arte e Cultura de Brasília (Flaac) e do Festival Ibero- Americano de Teatro no Memorial da América Latina, em São Paulo.

Sobre a Cia. Nova de Teatro
Fundada em 2001 pelo diretor Lenerson Polonini em parceria com a atriz e figurinista Carina Casuscelli, a companhia desenvolve um trabalho de pesquisa contínua a partir da performance, das artes do corpo e do denominado teatro visual, valorizando a experimentação não apenas de uma dramaturgia de autor, mas também das mais diversas escolas vanguardistas do século XX. Em 2008, ocupou o Espaço Sesc com o “Ciclo Heiner Müller”, promovendo debates, oficinas, performances, e com o espetáculo “Heiner Müller em Repertório”. Em 2010, produziu o espetáculo “Escuta, Zé Mané!”, baseado nas ideias de Wilhelm Reich, em parceria com o ator Paulo Cesar Peréio. Em 2012, estreou “A Cripta de Poe-Site Specific”. No mesmo ano, realizou o “Ciclo Edgar Allan Poe”, com atividades formativas de oficinas e workshops.

Serviço
“Caminos Invisibles... La Partida”

Espaço Sesc (Mezanino): Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana. Tel.: 2547-0156
Temporada de 14 a 24/3/2013
De quinta a sábado, às 21h. Domingos, às 19h30
Ingresso: R$ 5 (associado Sesc Rio), R$ 10 (estudantes, jovens de até 21 anos e maiores de 60 anos), R$ 20.
Classificação: 16 anos
Capacidade: 91 lugares
Duração: 90 minutos