Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Nova Iguaçu

Notícias

Relíquias de Padre Cícero em exposição no Sesc Nova Iguaçu

Cartas, documentos, utensílios domésticos, roupas e móveis pertencentes a Padre Cícero integram a exposição “Meio Ambiente e Religiosidade”, que leva o visitante a uma viagem para a Juazeiro do Norte em que viveu o líder religioso.


publicado em 18-06-18

imprimir

O Sesc Nova Iguaçu abriu neste sábado (16/6) a exposição “Meio Ambiente e Religiosidade”, cujo destaque são pertences de Padre Cícero (1844-1934), o líder religioso nascido em Crato (CE) que teve enorme influência social e política no sertão cearense e em todo o Nordeste. Engajado defensor da causa ambiental, esteve à frente do seu tempo ao antecipar, ainda no século 19, princípios da preservação dos recursos naturais consolidados nos dias de hoje.

Entre as peças, estão cartas, documentos pessoais, utensílios domésticos, roupas e móveis. Os itens foram adquiridos pelo jornalista e curador da mostra Marcelo Fraga da professora e historiadora Fátima Meneses, herdeira dos pertences do religioso. A lista inclui título de eleitor, caderneta de anotações sobre bens que comprava e/ou revendia, atestado de óbito da mãe, bilhete da época da Revolução Cearense (1914) e um contra-cartão de boas festas. Há também cartas redigidas por Padre Cícero e outras com ele como destinatário.

O público poderá ver de perto toalha, guardanapos e lenços usados no banquete dos 90 anos de Padre Cícero, assim como punhais de cangaceiros e balas de rifles da revolução de 1914, petisqueira e talheres de prata, criado mudo da sua casa, furador de papéis, máquina de costura e ferro de passar roupa do seu centro social. Móveis, como um baú, uma chapeleira e um genuflexório (móvel para rezar), também estão entre as relíquias, assim como objetos e trajes para celebrações religiosas.

A ambientação da exposição leva o visitante a uma viagem pela Juazeiro do Norte do século XIX. Tem reproduções dos aposentos do padre no Casarão do Horto; de um altar nordestino, espaço de residências dedicado à devoção religiosa; da Capela de Nossa Senhora das Dores, local de pregação de Padre Cícero e onde veio a fundar o município; e de um Arco com Fitas, que simboliza o arco-íris, que por sua vez representa a fidelidade e o perdão de Deus e sua reconciliação com os fiéis.    

Padre Cícero e os mandamentos ecológicos – Dez mandamentos ecológicos de Padre Cícero estão estampados em camisas expostas na parede. Criados na virada dos séculos 19 e 20, foram adotados em 2010 pelo Greenpeace. Eles abordam a agricultura e a pecuária sustentáveis, com dicas para o manejo correto de florestas, a preservação do solo, o represamento de rios, o respeito aos animais, entre outros preceitos não só válidos, mas necessários até os dias de hoje.

A exposição fica em exibição no Sesc Nova Iguaçu até o dia 5 de agosto. Em agosto e novembro, a instituição recebe as outras duas partes da exposição, que abordam, respectivamente, os universos do artesanato e folclore e do cordel e cantadores. As atividades compõem o projeto O Nordeste é Aqui no Sesc RJ, cujo objetivo é preservar as tradições nordestinas e refletir sobre sua importância para o Rio de Janeiro e o restante do país. Além de exposições, a iniciativa conta com uma programação com cursos, oficinas, debates, shows e outras atividades alusivas à cultura nordestina. A programação completa, que se estende até dezembro, pode ser consultada em www.nordesteaquisescrj.com.br.  

SERVIÇO
Exposição “Meio Ambiente e Religiosidade” – projeto O Nordeste é aqui no Sesc RJ
Sesc Nova Iguaçu: Rua Dom Adriano Hipolito, 10 - Moquetá
Visitação à exposição: Terça a domingo, das 9h30 às 17h30. Até 5 de agosto.
Entrada franca