Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Copacabana

Notícias

“Tríptico Samuel Beckett” estreia no Espaço Sesc, dia 5/9

Nathalia Timberg volta aos palcos após quatro anos para encenar texto de Samuel Beckett pela primeira vez


publicado em 25-08-14

imprimir

Depois de estrear em São Paulo, chega ao Rio o espetáculo “Tríptico Samuel Beckett” para temporada de 5 a 29 de setembro, no Espaço Sesc. Com direção de Roberto Alvim, a peça é uma livre adaptação da trilogia final de um dos maiores escritores do século XX, o irlandês Samuel Beckett (1906-1989), nunca antes encenada no Brasil. A peça fala sobre uma mulher em três fases da vida – infância, maturidade e velhice. Nela, toda a humanidade é personificada, com suas dores, perplexidades, medos, fragilidades e anseios. O elenco é formado pelas atrizes Nathalia Timberg, que aos 84 anos encena pela primeira vez um texto de Beckett, Juliana Galdino e Paula Spinelli.

O espetáculo é baseado nas obras “Para o pior avante”, “Companhia” e “Mal visto mal dito”, textos que sintetizam a visão de mundo “beckettiana” e que configuram seu testamento artístico. Esta trilogia é considerada sua obra mais radical, uma carta de despedida na qual o dramaturgo vencedor do Prêmio Nobel de Literatura condensa de modo brilhante tudo aquilo que apreendeu da vida e da arte.


Juliana Galdino, Nathalia Timberg e Paula Spinelli interpretam Samuel Beckett no Espaço Sesc I Foto: Daniel Seabra

Para o diretor Roberto Alvim, a peça é uma resposta do século XXI à obra do dramaturgo, segundo ele, mais emblemático da ideia de vanguarda. “Como nos aventurarmos hoje pelo vazio proposto por Beckett? Como renovarmos nosso olhar sobre sua obra? Não se trata aqui do que nós faremos com Beckett, mas sim do que Beckett fará conosco, homens do século XXI”, diz Alvim.

Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli estão juntas no palco durante todo o tempo de “Tríptico Samuel Beckett” e dão vida a uma mulher em três idades (infância, maturidade e velhice). “A peça acontece no espaço mental dessa mulher, então as três idades estão juntas”, explica Alvim.

O espetáculo é o primeiro texto de Samuel Beckett que Nathalia Timberg, de 84 anos, encena em sua carreira. A peça marca ainda a volta da atriz ao teatro após quatro anos. O diretor Roberto Alvim conta que quando leu “Mal visto mal dito” logo pensou em levá-lo aos palcos e fez uma tradução da obra. Quando decidiu montar o espetáculo, pensou imediatamente em Nathalia Timberg, que na opinião dele, é a melhor de sua geração.

Em “Tríptico Samuel Beckett”, Roberto Alvim concretiza cenicamente as questões formais e existenciais presente na obra de Beckett, numa trajetória que principia dentro da mente do artista (em “Para o pior avante”); se abre para cada um dos membros da plateia, na apropriação de memórias (em “Companhia”); e decanta na alteridade: a presença de um outro que coexistirá conosco, estranho e, ao mesmo tempo, reconhecível (em “Mal visto mal dito”).

SERVIÇO
5 a 28/9Quinta a sábado, 21h. Domingo, 20h.
Excepcionalmente no dia 27/9 (sábado) haverá duas apresentações, às 18h e às 21h.
Valores: R$ 5 (associados Sesc), R$ 10 (meia-entrada) e R$ 20 (inteira)
Funcionamento da bilheteria: terça a domingo, 15h às 21h.
Duração: 60 minutos
Classificação: 16 anos
 

Ficha técnica
Texto: Samuel Beckett
Direção, Tradução e Adaptação: Roberto Alvim
Elenco: Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli
Trilha Sonora Original: L.P. Daniel
Cenografia e Iluminação: Roberto Alvim
Figurinos: Juliana Galdino
Visagismo: Alex (Salão Pierà)
Assistente de Direção: Ricardo Grasson
Cenotécnica: Juliana Fernandes
Técnico de Palco: José Renato Forner
Operador de Luz: Jota Michilis
Operador de Som: Don Correa
Direção de Produção: Maria Betania Oliveira e Ricardo Grasson
Produção Executiva: Martina Gallarza