Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Copacabana

Notícias

Antropólogos Marina Vanzolini e Renato Sztutman analisam o livro “A queda do céu” no Sesc Copacabana

Conferência aberta ao público integra o projeto “Desenhos de escrita”, que pretende analisar aspectos filosóficos e textuais da obra de Davi Kopenawa


publicado em 27-05-19

imprimir

Os antropólogos Marina Vanzolini e Renato Sztutman participam na quarta (29/5), às 16h, no Sesc Copacabana, de uma conferência aberta ao público em que analisarão o livro “A queda do céu” (Cia. das Letras, 2015). A obra, de Davi Kopenawa em parceria com o antropólogo Bruce Albert, é o relato do xamã Yanomami, que conta a trajetória de seu grupo a partir da sua história de vida, tendo como acontecimentos cruciais o encontro com o homem branco e suas consequências. A entrada é franca.

A atividade faz parte do projeto "Desenhos de escrita", do Sesc Copacabana, que tem como intenção constituir um laboratório de pesquisa e criação a partir do estudo continuado do livro. Investigando a estrutura da obra, seu conteúdo e as questões filosóficas que ela aciona, a pesquisa procura se inserir em um contexto propício ao encontro de ideias, nas margens entre criação e pesquisa, processo e peça, teoria e prática, ciências e artes. 

Coordenado por Bruno Siniscalchi e Maria Borba, o laboratório, com dois meses de duração, tem um braço teórico, dedicado ao estudo e análise formal do texto, e outro prático, à criação a partir do conteúdo trabalhado em diferentes suportes artísticos. Ao final dos dois meses de trabalho, o processo de pesquisa se desdobrará em 12 apresentações abertas ao público durante 4 semanas na Sala Multiuso do Sesc Copacabana. Nelas, será exposta a investigação - ainda em andamento - dos artistas-coordenadores. A cada apresentação, pretende-se modificar o olhar do espectador e dos próprios artistas sobre o conteúdo trabalhado, não para uma síntese da investigação, mas como estratégia de continuar pensando. 

O objetivo é, em última instância, aproveitar o espaço público para fazer, através dessas intervenções, aquilo que parece ser o maior objetivo de Davi ao empreender a escritura deste livro, que suas palavras cheguem ao máximo possível de pessoas:

- Todas essas palavras se acumularam em mim desde que conheci os brancos. Hoje, contudo, não me contento mais em guardá-las no fundo de meu peito, como fazia quando era jovem. Quero que sejam ouvidas em suas cidades, onde quer que isso seja possível – escreveu Davi Kopenawa.

SERVIÇO
Conferência aberta de Marina Vanzolini e Renato Sztutman
Sesc Copacabana: Sesc Copacabana: Rua Domingos Ferreira, 160
29/5/2019 - 16h
Entrada franca