Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Notícias

Dia do Idoso: um trabalho estratégico de resgate da dignidade da terceira idade

Conversamos com Thaís Castro, analista de Responsabilidade Social do Sesc RJ, sobre os desafios da terceira idade e o que a sociedade pode fazer para melhorar essa realidade.


publicado em 27-09-18

imprimir
 
Viver com dignidade é direito de todo cidadão, independente de sua faixa etária. Porém, para uma parcela da população, que tem mais de 60 anos, esse direito nem sempre foi assegurado. Por isso, em 01 de outubro de 2003 foi instaurado o Estatuto do Idoso (Lei 10741/03), quando o Brasil deu um grande passo na valorização e proteção dos direitos da pessoa idosa. Assim, a partir de 2007, nesta data é comemorado o Dia Do Idoso, que ano após ano ganha mais força e relevância para a classe.
 
Apesar da iniciativa e de muitas mudanças legais e sociais, a pessoa idosa ainda enfrenta muitos desafios na sociedade atual. "O idoso, para além das dificuldades fisiológicas da idade, precisa enfrentar o preconceito e a exclusão, tanto familiar quanto societária", afirma Thaís Castro, analista de Responsabilidade Social do Sesc RJ e uma das responsáveis pela área de TSI - Trabalho Social com Idosos. "O cenário atual está muito voltado a padrões de beleza e juventude, que além de não contemplar os idosos, não promove a aceitação e orgulho de cada um sobre sua idade. Não podemos infantilizar esse público. São adultos que envelheceram", ressaltou Thaís.
 
Para a profissional, há quatro principais questões que dificultam a vida dos idosos em sociedade:
 
- Falta de espaços físicos públicos adaptados às condições de locomoção e acessibilidade do idoso;
- Desrespeito à condição física do idoso em locais públicos e dentro de casa;
- Poucas políticas públicas que estimulem o posicionamento e cidadania dos idosos;
- Baixa empatia dos mais jovens em enxergar os idosos como cidadãos adultos.
 
Sesc RJ e o trabalho social com idosos
 
Thaís, que atua na área de Assistência do Sesc RJ há quase 6 anos, conta que "a instituição promove, através do TSI, o protagonismo do idoso, apresentando ferramentas para que esse se sinta novamente um cidadão com voz ativa na sociedade". Segundo ela, a empresa oferece espaços de convivência e atividade que tenham a gerontologia como tema transversal, promovendo uma maior qualidade de vida e envelhecimento saudável. Ela ainda acrescentou que as "atividades de corpo que proporcionem maior consciência corporal e estímulo cognitivo, ações de saúde, como palestras de prevenção de quedas, ações de estímulo motor, que trabalham a criatividade e a conexão com a tecnologia, e ações intergeracionais que proporcionem a troca de conhecimento entre as gerações estão dentro do compromisso da instituição com a terceira idade".
 
"Para o Sesc RJ, ressignificar a velhice, despertando um olhar positivo, criando espaços colaborativos e propositivos, diante do desafio do envelhecimento no Rio de Janeiro é uma das tarefas que a instituição abraça com prioridade."
 
Mudar a realidade dos idosos é ampliar as possibilidades de um futuro melhor para todos nós. Com esse princípio, a analista completa: "precisamos entender que o envelhecimento é inevitável a todos e respeitar o idoso e sua condição fazem parte da cidadania de cada um de nós. Para além do respeito a seus direitos, ter paciência e ouvir os idosos é fundamental para que eles se sintam acolhidos e valorizados, já que sofrem com a exclusão e o medo de ser um fardo para a família. Não podemos perpetuar esse posicionamento".
 
Programação da Semana do Idoso
 
De 01 a 06 de outubro o Sesc promove uma semana especial para a terceira idade, com atividades que ressaltam a vitalidade e o respeito aos idosos. A programação abrange várias unidades da instituição em todo o estado do Rio de Janeiro e oferece cursos, oficinas, shows e palestras com estrada franca. Participe, traga sua família e divirta-se!