Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Notícias

Sesc RJ vence Minas fora de casa e espera rival na semifinal da Superliga CIMED 18/19

Equipe carioca faz 3 a 0, fecha série melhor de três das quartas de final em 2 a 0


publicado em 29-03-19

imprimir

O SESC RJ é o primeiro semifinalista da Superliga Cimed 2018-2019. A equipe comandada por Giovane Gávio venceu o Fiat / Minas (MG) por 3 a 0 (parciais de 25-19, 25-19 e 25-22), há pouco, na noite desta quarta-feira, dia 27, na Arena Minas (Belo Horizonte-MG), no segundo jogo da melhor de três partidas das quartas de final da Superliga Cimed 2018-2019. Com o resultado, a equipe carioca fez 2 a 0 na série e garantiu vaga na semifinal da competição, esperando agora pelo adversário que sai do confronto entre SESI SP e Vôlei Um (SP) - o SESI SP vence por 1 a 0 e os dois times se enfrentam nesta quinta-feira, dia 28, no segundo jogo da melhor de três. Maurício Borges recebeu o Troféu VivaVôlei, ressaltou a amizade e a força do grupo, e aproveitou para dedicar à mãe, Marilda, aniversariante do dia.

- Nosso grupo é muito forte. A nossa amizade dentro de quadra, em termos de jogo, é muito forte. É o nosso diferencial, o resto vai saindo como consequência. O jogo tático foi muito importante, temos que manter e melhorar ainda mais isso pensando na semifinal. Quero mandar um beijo pra minha mãe, que está fazendo aniversário - afirmou o campeão olímpico dos Jogos Rio-2016.

Depois de um início de muito equilíbrio, o SESC RJ, mais consistente, abriu 7 a 5. Disputando em alto nível, as equipes apareciam bem nas defesas, proporcionando alguns ralis ao longo do set. Thiaguinho alternava a distribuição para o trio de campeões olímpicos Maurício Souza, Maurício Borges e Wallace, Japa ‘sobrava’ e a equipe carioca mantinha a vantagem com 17 a 14 no placar. Tranquilo e ditando o ritmo, o SESC RJ fechou num ataque de Souza pelo meio: 25 a 19.

O SESC RJ manteve o ritmo no início do segundo set e, no erro de saque de Honorato, começou a construir uma vantagem chegando a 7 a 4. Japa, um dos destaques do jogo, aumentou no ace e Maurício Borges, no contra-ataque, ampliou para 9 a 4. A equipe carioca dominava as ações diante de um adversário que tinha dificuldades em virar bolas. Mas o Minas reagiu e encostou no placar (15 a 14). Giovane pediu tempo, o time se rearrumou e, com Wallace inspirado, o SESC RJ venceu o segundo set repetindo o placar: 25 a 19.

Veio o terceiro set com o Minas no ‘tudo ou nada’ e o SESC RJ suportando a pressão dos donos da casa. Ponto a ponto, as duas equipes mantinham o placar parelho até 11 a 11. No erro de ataque de Flávio, os cariocas passaram na frente, obrigado o Minas a pedir tempo. Os mineiros se recuperaram e viraram para 14 a 13, forçando Giovane a parar o jogo. Bola a bola, o placar seguiu igual até 21 a 21. Mas fez diferença a experiência da equipe do SESC RJ, que conseguiu abrir no momento decisivo do set e fechou o jogo, garantindo a vaga na semifinal, num belo ataque de Maurício Borges: 25 a 22.

Mesa Brasil SESC

Os jogos das equipes feminina e masculina de vôlei do SESC RJ disputados no Rio de Janeiro passaram a ter como entrada 2kg de alimentos não perecíveis, destinados ao ‘Mesa Brasil SESC’. Criado há 19 anos, o programa recolhe doações de produtos alimentícios em condições de consumo e as distribui às instituições de assistência social previamente cadastradas, como asilos, creches, orfanatos, entre outras.

Os alimentos podem ser trocados nas unidades do SESC RJ - exceto Arena 3 e Parque Radical - e, em dias de jogos, nas bilheterias do Ginásio Álvaro Vieira Lima (Tijuca Tênis Clube) ou Jeunesse Arena. O programa está em fase de expansão e, somente neste ano, passou de 300 para mais de 850 instituições sociais cadastradas. Mais de 115 novos parceiros se tornaram doadores do Mesa Brasil em 2018.

FOTO: Orlando Bento/MTC