Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Notícias

Sesc RJ lança seu novo programa de Esportes

Programa Sesc Esporte contempla desde a iniciação esportiva até o esporte de alto rendimento


publicado em 30-09-16

imprimir

Referência no incentivo ao esporte amador, à atividade física e à recreação, com mais de 12 mil alunos matriculados em 27 modalidades, o Sesc RJ, braço sociocultural do Sistema Fecomércio RJ, está entrando no segmento esportivo de alto rendimento.

O mundo inteiro acompanhou com especial interesse os jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro. Apesar da saudade das partidas, das competições e da mistura de culturas, o Rio de Janeiro ganhou um legado que vai muito além de premiações, estádios ou obras de infraestrutura: fomos medalha de ouro em inspiração. Pois o esporte é muito mais que transpiração. Diariamente, pessoas se inspiram no exemplo de atletas que suam a camisa para superar obstáculos comuns à modalidade que praticam. É mais do que bater um recorde no relógio ou derrotar um oponente: é vencer a si mesmo. Estendem os limites do corpo e da mente para ir além do resultado - um comportamento que pode ser aprendido, replicado e utilizado no dia a dia de milhares de brasileiros.

Este é o espírito do programa Sesc Esporte.

Esporte no Sesc RJ

O Esporte é um dos principais pilares de atuação do Sesc RJ. Por meio da prática desportiva, atua na melhoria da qualidade de vida, estimulando a participação ativa da família no incentivo a hábitos saudáveis. O Sesc RJ adota um modelo que é conhecido como Pedagogia do Exemplo, que envolve pais, filhos e comunidade: uma referência de positividade a ser seguida por meio do esporte.

A partir de agora, o esporte será trabalhado em três níveis, com objetivos diferenciados: Rendimento Esportivo, Desenvolvimento Esportivo e Recreação e Bem-estar. Dessa forma, cobre três áreas da prática desportiva que são fundamentais para a transformação da vida de muitas pessoas.

Os três pilares

Rendimento Esportivo

A ideia é oferecer infraestrutura de ponta para atletas a partir de 16 anos com potencial olímpico nas seguintes modalidades: vôlei, basquete, natação, handebol, judô, remo e canoagem.

Por isso, o foco está em obter resultados expressivos. Uma vez que a Pedagogia do Exemplo é aplicada nas escolinhas e oficinas esportivas, esses atletas acabam servindo como fonte de inspiração para alunos em fase de treinamento.

O Sesc Rj vai oferecer acompanhamento integral: tático, técnico, físico, psicológico e nutricional, contando para isso com a parceria do Senac. Além disso, a instituição faz parte de uma rede de colaboração com entidades desportivas, como o Comitê Olímpico Brasileiro, as federações regionais e universidades, por exemplo.

Um dos combustíveis do esporte é poder sonhar: fazer parte de um time, ganhar medalhas e, quem sabe, participar de Jogos Olímpicos. Por isso, o treinamento nas escolinhas e oficinas do Sesc RJ vão identificar e monitorar atletas de 13 a 20 anos com potencial para compor as equipes de alto rendimento. Os alunos terão acompanhamento técnico e físico, podendo participar de competições locais e regionais, em eventos não federados ou em ligas paralelas.

Iniciação Esportiva

A iniciação esportiva no Sesc RJ começa a partir dos 4 anos, idade na qual a criança já tem capacidade real de transformação e demonstra gosto pelo esporte. Por isso, os estímulos são fundamentais.

O foco está na prática esportiva contínua, desenvolvendo a parte motora e humana. Aqui, os professores e treinadores também trabalham na identificação de talentos.

Recreação e Bem-estar

Recreação e bem-estar andam lado a lado com o Esporte. Por isso, o Sesc RJ vai reformular, aos poucos, a sua estrutura de lazer para associados, seus dependentes e o público em geral.

Atividades como pilates, hidroginástica, yoga, caminhadas, jogos, brincadeiras, ou seja, atividades físicas abertas a todas as idades e que não exigem desempenho, visando prioritariamente o lazer e a saúde fazem parte do programa.

Atualmente, esse trabalho é realizado em 18 unidades no estado do Rio de Janeiro, em 93 espaços recreativos. Uma das novidades neste pilar é a implantação de academias de ginástica nas unidades de Madureira, Tijuca, Niterói, Campos e Nova Iguaçu com 2.500 vagas até 2017. As academias vão ganhar aparelhos de alto padrão para que sejam um braço importante no rendimento esportivo de qualquer praticante de atividade física do Sesc RJ – seja nas equipes de alto rendimento, ou nas escolinhas de iniciação esportiva.

A criançada vai contar com a implantação de projetos especiais para brinquedotecas e parques infantis, atraindo a família e novos frequentadores para os espaços. As salas de jogos vão ganhar novos ares, tornando-se locais de circulação e integração entre público e atletas do Sesc.

Sesc Vôlei

Uma das ações dessa nova gestão do Esporte envolve a criação do time de vôlei masculino Sesc RJ e o apoio ao feminino Rexona-Sesc, que ganha este novo nome com a aliança entre a instituição e a Unilever.



O Sesc RJ vem treinando desde julho com o auxiliar técnico Pedro Uehara, o Peu. Mas, a partir de outubro, quem assume o comando é Giovane Gávio, campeão olímpico de vôlei, hoje técnico da Seleção Brasileira Sub-21. Desde setembro, o time vem jogando amistosos em preparação para a seletiva – que será disputada em outubro – para ingressar na Superliga B na temporada 2016/17, competição nacional que se inicia em dezembro. Em outubro e novembro também jogará o estadual com Botafogo, Flamengo, Tijuca Tênis Clube, FME/Campos e Universo.

Campeão da Superliga A de 2015, o Rexona-Sesc é comandado por Bernardinho e tem muitas novidades para 2016/17, quando completa sua 20ª temporada. Em seu elenco, o treinador tem cinco novidades: a ponteira holandesa Anne Buijs, a levantadora Camila Adão, a oposta Helô, a meio de rede Stephanie e a líbero Vitória. A ponteira Gabi e a meio de rede Juciely, que voltam ao time depois de disputar as Olimpíadas do Rio com a Seleção Brasileira, também estão entre os destaques.