Senac
 
Fecomercio
Rio de Janeiro

Sesc Barra Mansa

Notícias

Artesanato e sustentabilidade no Nordeste é tema de exposição no Sesc Barra Mansa

Peças do Geopark Araripe, o primeiro das Américas reconhecido pela Unesco, estarão na cidade, assim como vestimentas em couro do célebre artesão Espedito Seleiro. Abertura da mostra terá oficinas de artesanato e ritmos nordestinos e apresentação de trio de forró.


publicado em 27-05-19

imprimir

O Sesc Barra Mansa abre na terça-feira (28/5), às 19h, a exposição “Artesanato e sustentabilidade”, com peças exclusivas do Cariri, região que engloba municípios como Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, no Ceará. Além do artesanato produzido na região, a mostra apresenta peças alusivas a personalidades importantes para a história, a cultura e o folclore local, destacando os legados que elas deixaram para a defesa do meio ambiente que persistem até hoje.

Na mostra, o público de Barra Mansa poderá conhecer um pouco do Geopark Araripe. Localizado no sul do Ceará, é o primeiro Geopark das Américas reconhecido pela Unesco. Além de 10 quadros do meio ambiente, serão expostas réplicas de fósseis encontrados na região confeccionadas em Pedra Cariri. As peças são elaboradas pelos artesãos Graça e pela Família do Ateliê Pedra sobre Pedra, do município de Nova Olinda.

Também é destaque na mostra as bonecas de pano produzidas pelo Grupo Bonequeiras do Pé de Manga (Crato/CE), os bonecos de areia e jornal, assinados pelo artesão Wilton (Barbalha/CE). Vídeos mostrando o Geopark cearense e outras reservas ecológicas nordestinas, no Maranhão e Pernambuco, são o complemento audiovisual da mostra.

PEÇAS DE ESPEDITO CELEIRO - Outras peças remetem a figuras icônicas da arte nordestina e brasileira. Um manequim com Gibão lembra Luiz Gonzaga, que eternizou o traje usado por vaqueiros da região e que hoje representa a figura do cantador nordestino. A obra foi confeccionada por Espedito Seleiro, artesão do sertão cearense reconhecido nacionalmente pelo seu trabalho com couro, ofício herdado de seu pai, que calçou Lampião, o Rei do Cangaço. Também é possível apreciar uma xilogravura em couro com imagens do poeta Patativa do Assará e do Rei do Baião.

Os visitantes poderão ver de perto a escrivaninha que Padre Cícero mantinha em sua casa em Juazeiro do Norte. Era nela que o líder religioso redigia suas cartas, que também integram a mostra, juntamente àquelas em que ele era destinatário. O padre era reconhecido defensor do meio ambiente e criador de preceitos de sustentabilidade adotados mundialmente até hoje, inclusive pelo Greenpeace.

ABERTURA COM RITMO NORDESTINOS E OFICINAS – Nesta terça-feira, a abertura da exposição, que se estende até 25 de julho, contará com manifestações artísticas nordestinas. A partir das 18h, em oficinas, os visitantes aprenderão técnicas artesanais para a confecção de terrário em cordão, cestaria e fantoches. Haverá ainda aula especial de ritmos nordestinos, tudo embalado por um trio de forró, antecipando a abertura oficial, às 19h. A entrada é franca.

A exposição “Artesanato e Sustentabilidade” integra uma mostra maior, com seus três módulos sendo exibidos simultaneamente em Barra Mansa, Teresópolis e Três Rios. O seguinte é a ser exibido em Barra Mansa é “Meio Ambiente e Religiosidade”, a partir de 10 de agosto, e depois “Arte do Lixo, Festividade e Cotidiano do Nordeste”, a partir de 17 de outubro. O conjunto apresenta o Nordeste como um exemplo de superação, apontando políticas sustentáveis de economia criativa, com o intuito de despertar e promover as potencialidades de cada local, a partir dos recursos naturais e seus reaproveitamentos.

SERVIÇO

Exposição “Artesanato e Meio Ambiente”
Abertura: 28/5/2018 – às 19h (Oficinas a partir das 18h)
Sesc Barra Mansa: Av. Tenente José Eduardo, 560 - Ano Bom
Entrada franca

Visitação à exposição:
Terça a sexta, das 7h às 21h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 18h.
Até 15 de julho