procrastinar
Crédito: Getty Images

Você procrastina?

Procrastinar significa deixar para depois, protelar, adiar algo ou alguma tarefa.  Você se enxerga nessa situação? Pois bem, não se sinta só! Quem nunca procrastinou que atire a primeira pedra!

Vivemos num mundo onde tudo é muito dinâmico e, muitas das vezes, precisamos traçar planos, diferenciar o que é prioritário do que é urgente e avaliar o que deixar para depois, colocando tudo isso em nível de prioridades. Até aí, tudo bem!

A questão toda gira em torno desse hábito se tornar algo constante e repetitivo, caracterizando algo não saudável, causando prejuízos e consequências negativas para a vida pessoal e profissional.

A procrastinação por sua vez, pode ser confundida com preguiça, desorganização, distração, mas saiba que também pode estar ligada a sintomas emocionais como a falta de motivação, medos, inseguranças, ansiedade etc. E por isso é importante avaliar os comportamentos e identificar possíveis excessos.

A ansiedade por exemplo, pode afetar na falta de engajamento para realização de tarefas, por não saber por onde começar. Outro exemplo é quando sempre evitamos algo que não gostamos de fazer. Isso pode estar diretamente ligado a questões emocionais, como uma forma de fugir do que gera incomodo, ou achar que tudo precisa ser perfeito e se cobrar por isso. Enfim, quando o ato de procrastinar se torna algo frequente, é preciso refletir e ter consciência do que pode estar fazendo com que esse “deixar para depois” não se torne algo que afete o seu desempenho ou até mesmo  suas relações.

Reconhecer que nem sempre estaremos dispostos, que temos fragilidades e entender os próprios limites são pontos importantes para identificar as possíveis causas desse procrastinar.  Nomear sentimentos e se autoconhecer também é uma boa estratégia, afinal não somos seres cíclicos, temos e vivemos altos e baixos, vivemos oscilações, aprendizados, mudanças…

Quando identificamos nossos sentimentos, conseguimos visualizar se precisamos pedir ajuda, se estamos muito ansiosos ou vivenciamos o medo da reprovação/aprovação do outro. Assim como o medo de se frustrar e errar, esses processos podem ser paralisantes e, buscar resolver ou mesmo pedir ajuda, se faz necessário.

Uma coisa fantástica é a reflexão. Somos capazes de observar os nossos próprios pensamentos. Isso é incrível! Partindo dessa ideia, percebemos que temos a capacidade de analisar nossos hábitos, comportamentos, examinar e até mesmo avaliar outros pontos de vista. Assim, poder ressignificar, repensar, aprender e, enfim, dar novo sentido às coisas.   Essas habilidades são tão humanas e tão significativas que nenhum programa tecnológico consegue executar, e pode ser o favorecedor desse “start” nesse processo de mudança e construção de novas histórias, trajetórias e possiblidades.

Para finalizar, seguem dicas de alguns especialistas para ajudar em momentos de procrastinação:

  • Abstenha-se dos “rótulos”, eles não te definem.
  • Dividir as tarefas, passo por passo e programar-se para fazer (mesmo que leve mais tempo).
  • Reflita: é prioridade? O que realmente é mais urgente? (não se autosabote)
  • Anote suas tarefas. Crie uma lista e vai checando as realizações.
  • Evite usar as redes sociais nas primeiras horas da manhã (o cérebro está despertando e antecipar informações/acontecimentos, tanto positivos ou negativos, já que não podemos filtrar, pode gerar cansaço, desgaste emocional e ser prejudicial a longo prazo).
  • Identificar possibilidade de mudanças na forma de olhar a questão, exemplo:

Em vez de “Eu não consigo!” Use: “Como posso aprender?”
Ou: “Amanhã eu faço! Use: “Vou fazer um pouco agora!”;
Ou: “É muito difícil! Use: “Vou me dedicar e pedir ajuda para que dê certo e eu consiga resolver!”

  • Não se culpar ou remoer por não ter dado certo; não se julgar incapaz por não ter saído como planejado. Isso afeta sua autoconfiança e lembre-se: errar e acertar faz parte do processo.
  • Tão importante quanto tudo isso é: tirar um tempo para cuidar de você! Afinal de contas, você merece.

Espero que tenham gostado! Sugestão de novos temas, deixem nos comentários.
Boa semana!

 

Eu sou Cristiane Tavares, Analista de Saúde do Sesc RJ

Outras Notícias

Ver todas as notícias
Fórum Internacional Mesa Brasil

Fórum internacional discutirá a fome e o desperdício de alimentos

Veja mais
Guia sobre arduíno - Arte, Ciência e Tecnologia

ACT: Placa arduíno e suas funcionalidades

Veja mais

Sesc RJ leva atendimento odontológico móvel e gratuito a Queimados

Veja mais
Som do Sesc: Nando Reis e filho Sebastião apresentam live com abertura de Chico Chico

Maria Gadú é a atração do Som do Sesc deste sábado (25/9)

Veja mais