superliga
Crédito: Gilvan de Souza / Flamengo

Superliga: Sesc RJ Flamengo abre mata-mata com vitória

Na Superliga, equipe do técnico Bernardinho supera o Sesi Bauru fora de casa e arranca na frente na luta por uma vaga na semifinal da competição.

O Sesc RJ Flamengo iniciou sua luta por uma vaga nas semifinais da Superliga Banco do Brasil feminina de vôlei com uma vitória muito importante nesta quinta-feira (11.03). Diante do Sesi Bauru, fora de casa, o time comandado pelo técnico Bernardinho passou por cima do retrospecto ruim que tinha diante do adversário nesta temporada e cravou 3 sets a 1 inapeláveis (25-18, 25-22, 26-28 e 25-21). Como está numa série melhor de três, resta à equipe carioca vencer novamente o segundo confronto, na próxima segunda-feira (15.03), em casa, no ginásio Hélio Maurício, na Gávea, para seguir na luta pelo seu 13º título da competição.

Sem contar com a levantadora Fabíola, que sentiu uma contratura na lombar em um treino e nem chegou a viajar para Bauru, o Sesc RJ Flamengo contou com o talento e a juventude de Juma. Eleita a melhor em quadra, ela ressaltou o empenho de todo o grupo e lembrou que o foco já está no segundo e decisivo jogo.

“Essa vitória representa força. E nosso time precisava de um up mesmo. Estávamos oscilando muito, mas nas quartas de final zera o campeonato. Jogamos em equipe. A gente jogou muito e treinamos muito para isso. Mas só foi um primeiro degrau. Ainda não acabou. Vamos descansar e focar, mas estamos um degrau na frente”, resumiu a levantadora.

Juciely foi uma das principais armas do Sesc RJ Flamengo

Mais experiente do elenco, com 40 anos, e há 11 temporadas no Rio de Janeiro, a central Juciely foi uma das principais armas do Sesc RJ Flamengo nesta quinta. Com 15 pontos marcados, foi dela a responsabilidade de colocar a última bola no chão. E numa china pode comemorar uma vitória há muito esperada.

“Sabemos que esse é o primeiro passo de uma guerra, de uma série longa e muito pesada, até porque do outro lado tem um grande time. A nossa vontade e a nossa coragem dentro de quadra fizeram com que ganhássemos o jogo. Conseguimos jogar como equipe, como time, uma coisa que não vínhamos conseguindo. Foi uma partida importantíssima para a nossa caminhada. Mas é só um passo”, analisou Juciely.

Apesar de ter cedido ainda 23 pontos em erros para o adversário, o Sesc RJ Flamengo oscilou menos que nos últimos compromissos. E de acordo com Juciely esse fator foi determinante para reverter a vantagem do Sesi Bauru nas quartas de final da Superliga e será, sem dúvida, no jogo do Rio, na próxima segunda.

“A gente vinha sofrendo muito com a falta de consistência e erros. E a tônica desse jogo foi realmente não errar tanto e, acima de tudo, imprimir nosso ritmo. Ainda pecamos um pouco no terceiro set, mas no quarto voltamos para o jogo. Tivemos lucidez e colocamos novamente o nosso ritmo e nossa alegria em quadra. Esse é o caminho”, finalizou.

A partida que pode decidir o primeiro semifinalista da Superliga feminina 20/21 será realizada às 19h e terá a transmissão do canal SporTV2. Se vencer, o Sesc RJ Flamengo está classificado.

Confira as notícias de Esporte do Sesc RJ clicando aqui!
Acompanhe nossas redes (YouTubeInstagram e Facebook). #SescRJEsporte #SescRJFlamengo

Notícias relacionadas

Ver todas as notícias
clube sesc

Clube Sesc – Livros, Discos, Filmes, Cenas e Artes Visuais: escolha o seu clube cultural e participe!

Veja mais
E-book Pistas Visuais

E-book: Pistas Visuais – Comunicação Alternativa e Aumentativa

Veja mais
Orquestra Sinfônica de Mulheres do Brasil

Orquestra Sinfônica de Mulheres do Brasil se apresenta neste sábado pelo projeto Arte em Cena

Veja mais
Hidroginástica

Atividade física na pandemia e hidroginástica para idosas do Sesc RJ serão apresentados em congresso na China

Veja mais