dia dos avós

Dia dos Avós: Lelê e as artes da vovó Selma

Por Claudia Tona de Oliveira

Amor de avó é sempre muito especial. Quem não tem uma história para contar? Muitas avós passam maior tempo e até cuidam dos netos. São mais próximas pela intimidade com a filha e necessidades atuais das famílias.

Estudiosos alegam que avós maternas têm uma conexão mais direta com os netos: elas dão à luz as mães que dão à luz os filhos. Estudos científicos da área apontam que, em média, as avós compartilham 25% de seu DNA com os netos. Por isso são as avós maternas que exercem mais influência na descendência.

Independente do fator genético, o importante são os laços de afeto, ternura e cuidado entre uma avó e seus netinhos. Retratamos aqui uma pequena história da Escola Sesc Niterói, onde a interação com as famílias é fundamental.

Lelê e as artes da vovó Selma

Ana Letícia chegou à nossa escola com dois anos. Esperta, alegre e comunicativa, passou com tranquilidade os dias de adaptação. Sempre acompanhada da mãe e avó, foi uma das primeiras a ficar sem elas durante o período das atividades.

Depois de algumas semanas, acabaram as férias de sua mãe. Ao voltar a trabalhar, a situação começou a mudar. Ana Letícia passou a ir apenas com a avó. Mas depois que entrava, chorava muito chamando por ela. Após alguns dias, as professoras se preocuparam, pois a resistência da criança só aumentava, apesar do esforço em tranquilizá-la.

Depois de conversar muito com a Lelê, falamos com a mãe e descobrimos o que acontecia. A super vovó estava fazendo muita “arte” com ela em casa, inventando brincadeiras e brinquedos diferentes, encantando-a o tempo todo, para que não sentisse falta da mãe. Assim a Lelê estava mais interessada em ficar em casa do que em ir para a escola. Mas interagir com outras crianças era muito importante para o seu desenvolvimento.

Pensamos em equipe, estratégias para tornar a escola mais atrativa. E convidamos a vovó Selma para uma conversa e para fazer uma oficina com todos os amigos do grupo de Ana Letícia. E conhecemos uma fada “fazedora” de mil coisas que crianças amam. Nunca mais Lelê chorou, pois percebeu que o que sentia pela avó foi valorizado pela escola. E a vovó, por sua vez, entendeu o quanto a neta precisava interagir com crianças da sua idade.

Hoje, a vovó Selma tem sido uma grande parceira em nossas atividades de interação com as famílias, participando do Entre Nós Online.  E, claro, o companheirismo com sua netinha continuou, além da genética, com o mesmo amor e cuidado.

O Entre Nós é um projeto desenvolvido sistematicamente na escola desde seu início, há cinco anos, com atividades integradas entre as famílias, as crianças e a equipe como um todo. No momento, vem acontecendo uma versão online para manter a conexão com os familiares, sobretudo no sentido de compartilhamento de situações vivenciadas durante a quarentena.

Para mais notícias de Educação do Sesc RJ, clique aqui!

Notícias relacionadas

Ver todas as notícias
kits de higiene bucal

Sesc RJ doa 40 mil kits de higiene bucal à Fundação Leão XIII

Veja mais
dia do comerciário

Corrida virtual do Sesc RJ no dia 31 de outubro

Veja mais

Alerta para os relacionamentos abusivos na pandemia

Veja mais
Sesc Alpina Teresópolis

Reabertura do Hotel Sesc Alpina, em Teresópolis

Veja mais