Crédito: Getty Images

Cores e Representatividade

As cores possuem uma áurea energética, como uma espécie de sublimação, compondo espaços, representando arte, natureza, simbologias, simetrias/assimetrias, versando músicas, poesias, emanando no céu em fenômenos, inspirando, tirando fôlego, exprimindo, reverberando…

Podem possuir diferentes significados, representar categorias, demarcar espaços, ambientes, causas etc.

Carregam a simpatia de sinalizar movimentos, a força de se conectar a emoções e, dentre vários papéis, o de imprimir saúde, seja no processo das conexões cerebrais, na captação das imagens, na forma como enxergamos, ou até mesmo quando não se faz possível a visualização. O cérebro proporciona o despertar de conexões capazes de experimentar sensações, seja de forma tátil, olfativa, gustativa e até mesmo auditiva.

Na psicologia das cores, elas partem das conexões cerebrais aos estímulos e representam as sensações e suas possíveis influências nos comportamentos, nas percepções etc.

Podem ser utilizadas na composição de ambientes, nos sistemas para compor “padrões de consumo” e estudada na perspectiva da harmonização e cuidados terapêuticos.

Seja na cromoterapia, no simbolismo que denota cada expressão da cor, elas também categorizam meses em prol de causas importantes na saúde.

Há quem diga que os meses coloridos sinalizem uma espécie de “autoanálise patológica”, despertando sentimento de validar ou não aquela campanha/diagnóstico em questão.  Na verdade, não deixa de ser uma forma de comunicação e os sentimentos despertados são particulares e peculiares aos indivíduos.

Nas cores dos meses, são trazidas informações sobre cuidados, visando ser fator conscientizador e de atuação preventiva na detecção de algum possível diagnóstico.

São bandeiras e “chamadas de atenção” para o autocuidado, para representar movimentos, engajamento por melhores condições de tratamento, atendimento, acolhimento etc.

Seja qual for a esfera de cuidado, o importante é estar alerta aos sinais que o corpo emana e buscar ajuda quando necessário. Lembrando que a prevenção é sempre o melhor remédio!

Para finalizar deixo aqui a simbologia dos meses em cores (lembrando que tudo é mutável e novas frentes podem surgir para compor esse arco-íris de informação)

– Janeiro Branco – conscientizar sobre a importância da saúde mental

– Fevereiro Roxo – conscientização sobre doenças como: lúpus, fibromialgia e mal de alzheimer
– Fevereiro Laranja – conscientização sobre a leucemia

– Março Lilás – conscientização e prevenção ao câncer do colo do útero
 Março Azul – prevenção ao câncer colorretal

– Abril Verde – prevenção ao acidente de trabalho
– Abril Azul – conscientização sobre o autismo

– Maio Amarelo – prevenção ao acidente de trânsito
Maio Roxo – conscientização sobre doenças gastrointestinais

– Junho Vermelho – importância da doação de sangue
– Junho Laranja – conscientização sobre a anemia e leucemia
– Julho Amarelo – conscientizar sobre as hepatites virais e o câncer ósseo

– Agosto Laranja – conscientizar sobre a esclerose múltipla
– Agosto Dourado – conscientizar sobre a importância do aleitamento materno

– Setembro Amarelo- prevenção e conscientização sobre o suicídio

– Outubro Rosa – prevenção do câncer de mama

– Novembro Azul – prevenção do câncer de próstata

– Dezembro Vermelho – prevenção a AIDS
– Dezembro Laranja – conscientizar e combater o câncer de pele

 

Eu sou Cristiane TavaresAnalista de Saúde do Sesc RJ

 

Outras Notícias

Ver todas as notícias
Teatro Múcio da Paixão

Teatro Múcio da Paixão, no Sesc Campos, será aberto ao público no dia 11 de dezembro depois de reforma

Veja mais
comprovação de vacinação

Apresentação de comprovação de vacinação contra Covid-19 nos espaços Sesc RJ

Veja mais
Descolonizando a ciência

Escritores Monique Malcher e Edimilson de Almeida Pereira levam os maiores prêmios literários do país 

Veja mais
Natal Sesc RJ

Natal Sesc RJ: Acendimento das luzes e programação na Praça Getúlio Vargas abrem o projeto em São João de Meriti neste sábado

Veja mais