Sesc RJ Pulsar: Exposição – Monolux

Apresentamos ao Sesc Niterói a itinerância da exposição “Monolux”, com 32 obras do fotógrafo Vicente de Mello e curadoria de Eucanaã Ferraz. Realizadas sem câmera e sem negativo, estas fotografias – únicas – são uma antítese do impalpável e imensurável universo dos pixels. Ao abandonar a materialidade do negativo, o fotógrafo lida com a materialidade da luz.

O título – Monolux – vem da lembrança do nome de um telescópio japonês de uso amador dos anos 1960, e aponta para o fato de que para imprimir os fotogramas foi utilizada uma única fonte de luz: a lâmpada da cabeça do ampliador. Os objetos vieram da coleção do fotógrafo e são vestígios, pequenos mundos que o artista encontrou na rua, comprou nos mercados de pulgas, objetos de uso doméstico, ou criados exclusivamente, para serem configurados em imagens como formas reconhecíveis. Tanto a luz quanto os objetos exercem uma ação tátil sobre o papel, deste modo na impressão, dentro do retângulo de 50×60 cm, todas as modulações, tentativas e acidentes foram às cegas.

O laboratório utilizado estava em completa escuridão e somente uma luz vermelha (que não revela o papel virgem) permeava o ambiente para guiar o arranjo dos objetos. Vicente de Mello procura o caminho da materialidade e do volume das coisas, para uma nulidade física em fundo-abismo, a superfície do papel em um extremo preto profundo.

 

Ficha Técnica

Curadoria: Eucanaã Ferraz
Produção: AREA27 e Vicente de Mello Fotografias e Edições
Direção de Produção e Gestão de Projeto: Rodrigo Andrade
Texto crítico: Eucanaã Ferraz e Pedro Caetano Eboli
Identidade Visual: Luana Luna, Lucyano Palheta [AOQUADRADO]
Execução e Montagem: KBedim Montagem e Produção Cultural
Iluminação: Julio Katona | Artimanha Produções
Sinalização: Ginga Design
Tradução e intepretação em Libras: Versione Traduções

Unidades

Sesc Niterói

Terça, Quarta, Quinta, Sexta e Sábado, 10h às 16h | Livre | Gratuito

Marcar na minha agenda do Google