CINESESC NO ARTE SESC: ENTRE FLORESTAS

Em abril o CineSesc caminha pela floresta amazônica e apresenta quatro filmes da recente produção cinematográfica brasileira. Histórias surpreendentes que refletem a respeito da relação entre o urbano e a natureza, defendem a sobrevivência dos indígenas e ribeirinhos, e apostam em um registro performático que evoca noções de tradição e espiritualidade. O Sesc RJ, por meio do conjunto de filmes aqui apresentado, convoca o olhar do público para pensar em como o cinema, seja por meio da ficção ou do documentário, também pode somar no debate ambiental e contribuir com a discussão a respeito da valorização, da luta e da visibilidade dos povos originários.

SINOPSES:

A FEBRE
Direção de Maya Da-Rin. Brasil. 2020. 98 min. Ficção. 10 anos.
Manaus é uma cidade industrial cercada pela floresta amazônica. Justino, um indígena Desana de 45 anos, trabalha como vigia no porto de cargas. Desde a morte de sua esposa, sua principal companhia é sua filha mais nova, Vanessa, com quem vive em uma casa modesta na periferia e é aprovada para estudar medicina em Brasília.

A INVENÇÃO DO OUTRO
Direção de Bruno Jorge. Brasil. 2022. 144 min. Documentário. 16 anos.

Em 2019, a Funai realiza a maior expedição das últimas décadas na Amazônia para tentar encontrar e estabelecer o primeiro contato com um grupo de indígenas isolados da etnia dos Korubos em estado de vulnerabilidade e ainda promover um delicado reencontro com parte da família já contactada poucos anos antes.

A ÚLTIMA FLORESTA
Direção de Luiz Bolognesi. Brasil. 2021. 74 min. Documentário. 14 anos.
Em um grupo Yanomani isolado na Amazônia, o xamã Davi Kopenawa Yanomani tenta manter vivos os espíritos da floresta e as tradições. Ehuana, que vê seu marido desaparecer, tenta entender o que aconteceu em seus sonhos.

UYRA – A RETOMADA DA FLORESTA
Direção de Juliana Curi. Brasil. 2022. 70 min. Documentário. 18 anos.
Uýra, artista indígena viaja pela floresta amazônica em uma jornada de autodescoberta usando arte performática para ensinar jovens indígenas e ribeirinhos que eles são os guardiões das mensagens ancestrais da floresta amazônica.

CINEMINHA (programação infantojuvenil e para toda a família)

O PERGAMINHO VERMELHO
Direção de Nelson Botter Jr. Brasil. 2020. 90 min. Animação. 10 anos.
Esta é a história de Nina, uma menina de 13 anos que é transportada para o universo de Telurian, um mundo misterioso e parecido com a Terra habitado por várias criaturas fantásticas.

*As informações relativas às atividades são de inteira responsabilidade da Unidade. A programação pode sofrer alterações sem aviso prévio.

Unidades