CineSesc: SESSÃO DE CURTAS 2

Sessão de curtas 2 – Cores da Diversidade. 60 min. 14 anos.

INABITÁVEIS
Direção de Anderson Bardot. ES / Brasil. 2020. 25 min. Ficção. 14 anos.
Uma companhia contemporânea de dança está prestes a estrear Inabitáveis, seu mais novo espetáculo que aborda como tema a homoafetividade negra. Paralelamente aos ensaios, o coreógrafo constrói uma amizade com Pedro, um jovem menino negro que não se identifica como menino.

RUBY
Direção de Luciano Scherer / Guilherme Soster / Jorge Loureiro. RS / Brasil. 2015. 17 min. Documentário. 10 anos.
Pequeno retrato de um artista outsider chamado Ruby, que vive sozinho em uma casa perto da praia.

KONÃGXEKA: O DILÚVIO MAXAKALI
Direção de Shawara Maxakali / Charles Bicalho. MG / Brasil. 2016. 13 min. Animação. 10 anos.
A índia Mãtãnãg segue o espírito de seu marido, morto picado por uma cobra, até a aldeia dos mortos. Juntos eles superam os obstáculos que separam o mundo terreno do mundo espiritual. Uma vez na terra dos espíritos, as coisas são diferentes: outros modos regem o sobrenatural. Mas Mãtãnãg não está morta e sua alma deve retornar ao convívio dos vivos. De volta à sua aldeia, reunida a seus parentes, novas vicissitudes durante um ritual proporcionarão a oportunidade para que mais uma vez vivos e mortos se reencontrem. Falado em língua Maxakali e legendado, Mãtãnãg se baseia em uma história tradicional do povo Maxakali. As ilustrações para o filme foram realizadas em oficina na Aldeia Verde, no município de Ladainha, em Minas Gerais.

XONDARO KA’AGUY REGUÁ (FOREST WARRIOR)
Direção de Gabe Maruyama / Bruno Silva. SP / Brasil. 2020. 4 min. Experimental. 12 anos.
“Xondaro Ka’aguy Reguá” mostra a história de um guerreiro dotado de poderes, protagonizada por Kunumi Mc. “Contos fazem parte da cultura Guarani, e neste conto que criamos, retratamos a nova geração de indígenas que usam a educação, a arte e a tecnologia para defender e proteger seus povos e as suas terras”.

Unidades