Sesc Verão Praia Farol de São Tomé: sessão de curtas

Sessão de curtas: baile, solitude, aurora – a rua que queria ser um rio, vento viajante

Baile: Há dias que nos amadurecem mais. Andréa tem só 10 anos e talvez ainda não perceba que seu dia foi assim.

Solitude: Na Amazônia, o Sol encara a solidão e a carência depois do término de uma relação abusiva, enquanto no Deserto do Atacama, uma Sombra busca independência, porém começa a desaparecer lentamente.

Aurora – a rua que queria ser um rio: Se as ruas pudessem falar, o que diriam? Aurora é uma triste e solitária rua de uma grande cidade. Em um dia de chuva forte, ela relembra sua trajetória e sonha com o futuro e se pergunta: é possível uma rua morrer?

Vento viajante: Um dia o Vento decidiu viajar para o Nordeste. Pelo caminho, fez muitas descobertas, amigos e deixou saudades.

Unidades