Setembro Amarelo
Crédito: Getty Images

Setembro Amarelo – Agir Salva Vidas!

Setembro Amarelo – Agir Salva Vidas!

O Setembro Amarelo é uma grande campanha de conscientização e prevenção para a população sobre o suicídio, geralmente está associado à depressão. A campanha visa alertar e diminuir o alarmante número de suicídios que alcança de 12 mil mortes por ano no Brasil e um milhão de mortes no mundo.

O suicídio é uma das 10 principais causas de mortalidade em todo o mundo. É de extrema importância ser falado e ouvido, observando ainda os casos de depressão que devem ser levados a sério e tratados de forma respeitosa e profissional. Importante ressaltar que os casos de suicídios estão relacionados, além da depressão, ao transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Na maioria dos casos, a pessoa que cometeu o suicídio nunca procurou um profissional de saúde para tratamento. O grande tabu entorno do suicídio precisa ser desmistificado: a cada informação, escuta e ajuda podemos evitar a pessoa de cometer o suicídio.  É de extrema importância o apoio da família, da escola, do trabalho, dos amigos, do grupo religioso, não como papel de julgador e sim de apoiador. A escuta para uma pessoa que sofre de depressão ou qualquer outro mal é fundamental.

De cada 100 habitantes, 17 têm pensamentos suicidas, 5 planejam o suicídio, 3 tentam suicidar-se e 1 é atendido no pronto socorro. Vale ressaltar que o suicídio é uma questão de Saúde Pública em todo os países, sendo importante que os profissionais de saúde estejam aptos ao atendimento deste público e atento aos sinais, aos fatores de risco para prevenção de casos.

Um fator de risco importante e muito atual é a automutilação ou lesões autoprovocadas. São resultados de problemas emocionais graves, provocados por outros tipos de violência, como abuso sexual, físico, psicológico ou algum transtorno mental. Os jovens recorrem a essas práticas em momentos de angústia, tensão interna, dor e solidão, como tentativa de substituir a dor.

Um exemplo seria o bullying ou cyberbullying que é o comportamento repetido, com intuito de envergonhar, assustar ou enfurecer as vítimas, podem ocorrer nas mídias sociais, plataformas de mensagens, plataformas de jogos e celulares, agressão verbal ou física. As pessoas ou jovens que praticam a automutilação têm provavelmente mais propensão a cometer ou tentar o suicídio, por isso é importante não ver como modismo ou diminuir a gravidade visto que tais práticas podem ter suas origens em problemas emocionais graves.

Quando devemos estar atentos?

  • Em situações de isolamento;
  • Em perda de interesse por atividades que a pessoa gostava;
  • Com o descuido da aparência;
  • Queda do desempenho no trabalho e/ou na escola;
  • Alterações no apetite e/ou sono;
  • Em algumas situações em que as frases são usadas “Se pudesse eu iria desaparecer”, “Prefiro morrer”; “Eu não farei falta”, “Não quero tomar mais os remédios”.

Muita atenção nessas situações a probabilidade desta pessoa precisar de ajuda é muito grande.
Então, é possível prevenir o suicídio? Sim!

Além de campanhas como o Setembro Amarelo, é importante que sejam disponibilizadas informações preventivas durante todo o ano, sem tabu, para exercitar a atenção e desencorajar o suicídio. Depressão não é fraqueza, falta de fé ou frescura. Tristeza e melancolia devem ser vistos com cautela. Precisar de ajuda profissional não é vergonha!

Importante:

  • O suicídio pode ser prevenido;
  • O suicídio não é hereditário;
  • Falar sobre suicídio não estimula sua realização, ao contrário, quanto melhor informado a respeito do assunto melhor será para ajudar a quem precisa.
  • Atentar-se aos sinais, ajuda a oferecer apoio.

Não deixe a pessoa com depressão silenciar-se! Por vezes ela precisa de escuta, de presença e de apoio. Seja um ouvido amigo. Promova Saúde!!!

Divulgue canais que possam auxiliar a pessoa a ser ouvida. O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. Se você quer e precisa conversar, ligue: 188.

Fontes:

Centro de Valorização da Vida (CVV)
Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP)

Outras Notícias

Ver todas as notícias
Teatro Múcio da Paixão

Teatro Múcio da Paixão, no Sesc Campos, será aberto ao público no dia 11 de dezembro depois de reforma

Veja mais
comprovação de vacinação

Apresentação de comprovação de vacinação contra Covid-19 nos espaços Sesc RJ

Veja mais
Descolonizando a ciência

Escritores Monique Malcher e Edimilson de Almeida Pereira levam os maiores prêmios literários do país 

Veja mais
Natal Sesc RJ

Natal Sesc RJ: Acendimento das luzes e programação na Praça Getúlio Vargas abrem o projeto em São João de Meriti neste sábado

Veja mais